CCJ aprova projeto que protege idosos

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, nesta segunda-feira (13), parecer aos projetos 627/2023 e 639/2023, de autoria do deputado Wellington do Curso (PSD), que dispõem, respectivamente, sobre a Política de Atenção e Apoio ao Envelhecimento Ativo e ao “Outubro Prateado”, dedicado a ações de conscientização sobre o envelhecimento humano (combate ao preconceito contra a idade – etarismo).

O deputado Carlos Lula (PSB) coordenou a reunião, que contou com a presença dos deputados Fernando Braide (PSD), Yglésio Moyses (PSB), Glalbert Cutrim (PDT), Wellington do Curso e Florêncio Neto (PSB).

Wellington do Curso destacou a importância dos projetos. “Esses projetos tratam da melhor idade, que são as pessoas idosas. Estamos instituindo uma política de atenção e apoio ao envelhecimento ativo e o “Outubro Prateado”, dedicado às ações de conscientização sobre o envelhecimento humano. Essa é a atenção que precisamos ter com nosso idosos. Feliz daquele que chegar à melhor idade. Nos temos que valorizar e cuidar de nossos idosos. É por isso que a Assembleia tem esse olhar voltado para os idosos”, afirmou.

Crédito Especial

Também foi aprovado parecer ao Projeto de Lei 650/2023, do Poder Executivo, que destina crédito especial no valor de R$ 400 mil para ações a serem desenvolvidas pela Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv), vinculada à Casa Civil.

O deputado Florêncio Neto, relator da matéria, destacou a importância da aprovação do crédito suplementar para a Seejuv.

“Esses recursos permitirão que a pasta coloque seus projetos em prática. A temática da juventude é muita importate para o governador Carlos Brandão, que tem buscado inserir em seus programas de governo esse segmento da população”, disse.

Inscreva-se no meu canal do YouTube!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *