Bolsonaro: “Milhões já sentem como é viver na Venezuela.”, diz sobre Maranhão; Flávio Dino reage

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) usou seu Twitter, neste domingo (10), para provocar o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB)

Bolsonaro mostrou o vídeo de um Policial Militar fazendo abordagem dentro de um coletivo durante o lockdown na Ilha de São Luís. Ao repetir as frases do Policial, o presidente Bolsonaro disparou: “Milhões já sentem como é viver na Venezuela”. O governador Flávio Dino reagiu ao ataque (abaixo).


Leia também

Bolsonaro troca churrasco por jet ski no dia que Brasil ultrapassa 10 mil mortos por COVID-19

Reação

O governador Flávio Dino reagiu na mesma rede social. “Bolsonaro inicia o domingo me agredindo e tentando sabotar medidas sanitárias determinadas pelo Judiciário e executadas pelo Governo. E finge estar preocupado com o desemprego. Deveria então fazer algo de útil e não ficar passeando de jet ski para “comemorar” 10.000 mortos.”, disse o governador ao responder.

Em outro Twitter disse ainda “Se Bolsonaro morasse em São Luís, não teria como se deslocar para apoiar coronavírus, passear de jet ski e fazer números de “humor”. Por isso ele se preocupou com a restrição a atividades não essenciais. Afinal, o seu atual cotidiano nada tem de essencial para a nossa Nação”.

Diferença

No Governo Federal, ou sob as barbas de Jair Bolsonaro, os policias que infrigem a lei são condecorados. No Maranhão: afastados e julgados. O policial em questão já foi afastado de suas atividades pelo Comando Geral da Polícia Militar

Pedro de Almeida

3 thoughts on “Bolsonaro: “Milhões já sentem como é viver na Venezuela.”, diz sobre Maranhão; Flávio Dino reage

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *