Política

Deputado do Maranhão denuncia ao MP possíveis compras de laudos para conseguir vacinas da covid-19

Com a chegada do grupo das comorbidades também chegou uma série de denúncias sobre possíveis compras de laudos para “comprovar” a necessidade de vacina antecipada. Pelo menos é o que conta o deputado estadual Yglésio Moyses (PROS), que também é médico.

Yglésio já havia tratado sobre o tema na Assembleia Legislativa do Maranhão e utilizou sua conta no Twitter para informar que encaminhou ao Ministério Público do Maranhão a denúncia formalizada. “Enviamos um ofício para o Procurador de Justiça, Dr. Eduardo Nicolau, a fim de investigar e combater as fraudes na vacinação do público com comorbidades. São muitas denúncias de laudos comprados.Vamos continuar combatendo esse tipo de crime.”, contou

Na tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, na sessão do desta quarta-feira (12), Yglésio Moyses também tratou do tema. “A gente já começa a observar pessoas que não têm comorbidades tendo acesso a laudos, tanto laudos de profissionais que estão se submetendo a isso aí por um evento de amizade, de algo nesse sentido, inclusive já recebi uma série de denúncias que a gente já começou a apurar.”, disse.

Então, isso aí é gravíssimo e também a situação dos fraudadores de carimbo, tem muita gente hoje que vai no site do CRM, pega o nome do profissional, o número do CRM, vai num carimbeiro, paga 20, 30 reais e consegue fazer um laudo falso, é necessário que as prefeituras, a Prefeitura de São Luís, principalmente, que é a maior vacinadora aqui do Maranhão, tenha absoluto cuidado, critério.”, alertou.

Foi aprovado na Assembleia uma lei de autoria do deputado Yglésio, que aguarda sanção do governador Flávio Dino, que multa em até R$ 40 mil quem furar fila de vacinação.