Política

Edivaldo Holanda Jr se diz surpreso e quer falar para a CPI o que fez em São Luís

“Surpreendido” foi como se manifestou o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (ex-PDT). Nesta terça-feira um senador de Sergipe, Alessandro Vieira (Cidadania), apresentou um requerimento em que solicita a presença de Edivaldo Holanda Júnior para prestar esclarecimentos na CPI da Covid sobre a operação Cobiça Fatal, da Polícia Federal, que investiga a sua gestão, especificamente a Secretaria Municipal de Saúde durante o Governo Edivaldo.

O requerimento ainda precisa ser aprovado pelos senadores da Comissão, mas pela reação de Edivaldo Holanda, os senadores já podem optar por convocá-lo para falar como foram empregados os recursos federais para o enfrentamento da covid-19. “Como ex-prefeito, com tranquilidade me coloco à disposição para ajudar no que for necessário para informar sobre as medidas que adotamos para o enfrentamento da pandemia em São Luís, disse o ex-gestor em nota divulgada em seu Facebook.

A Operação Cobiça Fatal, que já teve desdobramentos, ainda não chegou nos chefes do esquema que supostamente foi armado dentro da SEMUS durante a gestão de Edivaldo à frente da pandemia. Confira a nota completa.

“Fui surpreendido com rumores sobre uma possível convocação para prestar esclarecimentos sobre a gestão da pandemia da COVID-19 durante a minha administração. Vou me inteirar da veracidade, mas de antemão informo que não vejo problema algum. Não sou e nunca fui investigado, portanto não tenho o meu nome manchado por qualquer conduta que me desabone como cidadão ou gestor público. Como ex-prefeito, com tranquilidade me coloco à disposição para ajudar no que for necessário para informar sobre as medidas que adotamos para o enfrentamento da pandemia em São Luís.”

Edivaldo Holanda Júnior (sem partido), ex-prefeito de São Luís, durante posicionamento em sua página oficial do Facebook