O que era pra ser iniciativa própria vai virar obrigação

Prefeito Edivaldo Holanda Jr perdeu a oportunidade de garantir segurança alimentar para crianças sem ser obrigado por lei

A Prefeitura de São Luís perdeu a oportunidade de garantir segurança alimentar para as crianças da rede pública sem ser obrigada por lei. Ainda na semana passada, o deputado estadual Dr. Yglésio (PROS) enviou uma indicação para o prefeito Edivaldo Holanda Jr (PDT) e o secretário municipal de educação, Moacir Feitosa.

O secretário municipal de educação, Moacir Feitosa, em reunião com o deputado estadual Dr. Yglésio para tratar dos kits alimentares

O deputado esteve com o secretário Moacir Feitosa pessoalmente a uma semana, no dia 19 de março. O secretário afirmou que até o fim do mês, as escolas estariam adaptadas para distribuir kits alimentares para os pais das crianças.

Acontece, que o plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (25), um projeto de igual teor proposto, em São Luís, pelo deputado Yglésio. E a autoria do PL apresentado em Brasília, vem também do Maranhão, trata-se do deputado federal Hildo Rocha (MDB-MA).

Com a aprovação na Câmara, o Projeto de Lei 786/20 deve ser enviado para o Senado Federal em votação durante sessão parlamentar remota.

Pegou carona

Quem não tinha nada a ver com a história e pegou carona nisso tudo foi principal adversário e crítico do prefeito Edivaldo Holanda Jr, o deputado federal Eduardo Braide (Podemos). Nas suas redes, têm divulgado aprovação do projeto passando ares de autoria.

O prefeito Edivaldo perdeu oportunidade de agir sem ser obrigado pela justiça ou por força de lei.

Pedro de Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *