Sem espaço pra palanque político, deputado Duarte Jr pediu pra sair da CPI da Educação

A CPI da Educação instalada na Assembleia Legislativa do Maranhão caminha para ter a condução dos trabalhos de maneira técnica. Os deputados estaduais Roberto Costa (MDB) e Rafael Leitoa (PDT) foram escolhidos para presidência e relatoria, respectivamente. Houve decisão política para não transformar a CPI em palanque eleitoreiro.

Nesta quinta-feira (20), já pode ter a primeira desistência. O autor da proposição da CPI – o deputado estadual Duarte Jr (PRB) – pode sair da Comissão antes mesmo do início do expediente. O motivo é a perda do protagonismo na condução dos trabalhos.

Por ter sido autor da proposição que pediu instalação de uma CPI, o deputado queria a cadeira da presidência da CPI da Educação ou, na pior das hipóteses, ser o relator. A escolha para esses dois cargos é prerrogativa do presidente Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão, no caso o deputado Othelino Neto (PCdoB).

Os membros da CPI da Educação são os deputados Zé Inácio (PT), Rafael Leitoa (PDT), Wendel Lages (PMN), Roberto Costa (MDB), Thaiza Hortegal (PP) e Hélio Soares (PL), além do deputado Duarte Jr (PRB), que deve ser substituído.

Pedro de Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *