Cultura

Com cultura ameaçada, Dino anuncia incentivo para artistas

A Industria Cultural foi a primeira a sofrer impactos com a chegada do COVID-19. Um decreto no começo da semana, assinado pelo governador Flávio Dino (PCdoB), proibiu a realização de grandes eventos em todo o Maranhão. A micareta batizada de “Bloquinho do Bell”, por exemplo, a ser realizada neste sábado (21), foi cancelada com nova data anunciada para o final de maio.
Nesta quarta-feira (18), a Carta Política alertou para o perigo da realização do São João. A festa pode sofrer com a evolução da doença no estado. A ‘brincadeira junina’, não tem inicio somente no mês de junho, mas durante meses que antecedente a data, a festa é preparada com ensaios, eventos e prévias. Com isso, não é exagero afirmar que a festa junina no Maranhão possa sofrer uma alteração no calendário, ou mesmo, ser cancelada neste ano.
Tanto não é exagero o impacto em cadeia que a Indústria Cultural sofreu com a proliferação da doença, que o governador Flávio Dino anunciou em seu Twitter que vai abrir um edital de cultura para que artistas possam fazer apresentações pela Internet. É uma medida, paliativa, para amenizar a perda principalmente dos artistas que não tem uma grande reserva financeira para atravessar esse momento de crise.
“Um dos setores econômicos que já paralisou foi o de eventos culturais. Para apoiar os artistas profissionais do Maranhão, faremos um edital especial para apresentações via internet. Bom para a economia da cultura, bom para nossos corações que tem fome de beleza.”, anunciou no Twitter.