Cidade

Obras de acessibilidade avançam no Centro Histórico de São Luís

 A Prefeitura de São Luís segue avançando com as adequações estruturais necessárias para reurbanizar e tornar mais acessível o Centro Histórico da capital. Por meio da Secretaria Municipal de Inovação, Sustentabilidade e Projeto Especiais (Semispe) e da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph), está sendo executada a recuperação de vias e calçadas consideradas essenciais para o acesso da população e turistas aos principais pontos do conjunto tombado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). 

Ainda na primeira fase do Programa de Revitalização do Centro Histórico de São Luís, em pouco mais de um mês do início das atividades, os operários estão trabalhando no limite do estacionamento da Praia Grande e, também, na Travessa Boa Ventura, de onde foi retirada a camada de asfalto existente, que será substituída por paralelepípedo. Além disso, no local também será realizado o alargamento das calçadas e o consequente estreitamento da rua. 

O trabalho também acontece nas ruas da Estrela e Portugal e Ladeira do Comércio, localizada atrás do Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, onde está sendo feita a troca do piso da calçada que, para a segurança completa do pedestre, vai se somar às passagens elevadas, que estão sendo construídas em todos os pontos, dentro do trecho viário. 

Todo o trabalho está sendo feito de forma a melhorar a acessibilidade e mobilidade do Centro Histórico. “As obras de melhoria em acessibilidade no Centro Histórico de São Luís têm como objetivo garantir a todos o direito de se locomover com autonomia. Ao mesmo tempo em que estamos focados em entregar soluções e serviços que melhorem a acessibilidade e a mobilidade, também estamos atentos à preservação do patrimônio histórico. Nosso compromisso é entregar uma cidade melhor para a população, conforme determinação do prefeito Eduardo Braide”, destacou a titular da Semispe, Verônica P. Pires. 

De acordo com Tatyana Medeiros, coordenadora geral do Programa de Revitalização do Centro Histórico de São Luís, “a obra permitirá que a área seja frequentada por todos, independente das suas limitações, refletindo um processo de inclusão social, fomento do turismo e das relações sociais. As ações fazem parte do Programa de Revitalização do Centro Histórico de São Luís, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)”. 

Acessibilidade

A obra que está sendo executada por meio da Semispe e Fumph no Centro Histórico de São Luís visa levar a acessibilidade universal à região de tombamento patrimonial histórico da área de tombamento federal e considerada patrimônio cultural da humanidade pela Unesco e limite de atuação do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Governo Federal.

O projeto contempla a implantação de rotas acessíveis com a construção de rampas, travessias elevadas de pedestres, reparos e alargamento de passeios, implantação de mobiliário urbano (bancos, lixeiras, bicicletários), reformas de banheiros para torná-los acessíveis, sinalização vertical e horizontal e paisagismo.

Coronavírus

Batista Matos, vereador de São Luís, morre vítima de covid-19; Prefeitura decreta luto oficial

O vereador de São Luís, Batista Matos, morreu por consequência do agravamento da covid-19. O vereador, que também era jornalista, tinha 46 anos e deixa uma esposa e dois filhos. Batista chegou a ser Secretário Municipal de Comunicação do ex-prefeito Edivaldo Holanda Júnior e atualmente exercia a vice-liderança do governo do prefeito de São Luís Eduardo Braide na Câmara Municipal.

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide, decretou três dias de luto oficial. “Batista era reconhecido por sua fé em Deus, extremamente dedicado à sua família e ao povo de São Luís. Como jornalista, tinha uma grande capacidade de diálogo e conciliação, sempre preocupado em ajudar ao próximo.”, diz Braide em nota.

Coronavírus

Prefeitura de São Luís segue com vacinação de pessoas com 70 anos no último dia de março

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) finaliza, nesta quarta-feira (31), a vacinação contra a Covid-19 no público-alvo de pessoas com 70 anos de idade. Pela manhã, das 8h às 13h serão imunizadas, com base em calendário específico, os nascidos entre julho e setembro; e à tarde, das 13h às 18h, os que aniversariam entre outubro e dezembro. Em ambos os horários, os interessados devem se deslocar a dois pontos disponíveis: o Centro Municipal de Vacinação, no Cohafuma (na Avenida Jerônimo de Albu querque) e o Drive-Thru da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no Bacanga. Para se dirigir a um destes pontos, além de ter a idade específica, o cidadão deve ter feito de forma prévia o cadastro na plataforma Vacina São Luís, disponível no site da Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br). Quem tiver dificuldade de acesso à internet pode fazer o procedimento de inclusão de dados pessoais em uma das unidades de saúde municipais. Nesta terça-feira (30), ocorreu a vacinação das pessoas com 70 anos de idade nascidas entre janeiro e junho. Pela manhã, foram imunizados os indivíduos entre janeiro e março. À tarde, foi a vez dos vacinados entre abril e junho. Para a vacinação, os interessados – além do cadastro prévio – levaram um documento oficial com foto. CalendárioO secretário de Saúde de São Luís, Joel Nunes, enfatiza que outros públicos serão contemplados a partir do recebimento de doses e do planejamento do Município. “Diariamente, nosso grupo de trabalho discute a inclusão de novos públicos, que depende da cobertura a ser alcançada, da preconização do Ministério da Saúde e, principalmente, da demanda de doses”, afirmou. Além da vacinação dos idosos de 70 anos, a Semus também imunizou pessoas em segunda dose em instituição de longa permanência localizada no Olho d ‘Água. Um dos contemplados foi Vicente Queiroz dos Santos, de 94 anos. “Estou muito feliz”, disse. Pessoas acamadasOutro serviço que também seguiu o cronograma na terça-feira (30), foi a vacinação às pessoas acamadas. Para a pessoa ser contemplada, basta que o responsável ou familiar cadastre o interessado na plataforma Vacina São Luís e aguarde pela visita dos vacinadores em casa. Após o cadastro, a pessoa deve aguardar o contato oficial da Prefeitura de São Luís, que marcará a data e o horário da vacinação. Vacinação 70 anos de idade (dia 31 – quarta-feira) Manhã: Pessoas nascidas nos meses de julho, agosto e setembroTarde: Pessoas nascidas nos meses de outubro, novembro e dezembro

Política

Yglésio pede vista de projeto que autoriza empréstimo de R$ 180 milhões para Governo do Maranhão

O deputado estadual Yglésio Moyses pediu hoje (30) vista do projeto de lei encaminhado à Assembleia Legislativa pelo governador Flávio Dino solicitando autorização para a contração de um empréstimo de R$ 180 milhões no Banco de Brasília (BRB).

“Pedimos vista e enviamos um requerimento de informações para saber a carência desse empréstimo, em quanto tempo de fato esse empréstimo será pago, quando é que o Maranhão vai começar a pagar, algumas informações sobre obras e serviços públicos que vão ser executados”, afirmou Yglesio.

O deputado destacou que é preciso entender a circunstância do projeto de lei para entender a verdadeira saúde financeira do estado e que simples obras de reparo não deviam ser financiadas por empréstimos.

“Por exemplo a obra do Araçagi, em que já foram empregados cerca de 56 milhões de reais e, até o momento, a obra continua com falhas. Mal inauguraram a obra e já estão fazendo reparo da obra. É um empréstimo pequeno, mas a gente tem que ver se a gente já começou a financiar infraestrutura rudimentar, quer dizer, manutenção e via pública, por exemplo, com dinheiro de empréstimo. Aí, de fato, seria uma sinalização até para a sociedade em que há um colapso econômico, de fato, no Estado e é sinal de que a gente não está fazendo uma boa gestão financeira”, finalizou.