Sem categoria

Sem categoria

Reforma tributária de Bolsonaro não vai reduzir carga de impostos

A reforma tributária do governo Jair Bolsonaro (PSL) deve ser encaminhada ao Congresso em quatro etapas, de acordo com o secretário especial da Receita Federal, José Roberto Tostes Neto. Em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”, ele disse que as alterações propostas pela equipe do ministro Paulo Guedes devem mexer no PIS e na Cofins; no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI); no Imposto de Renda (IR) para pessoas físicas e jurídicas; e nas folhas de salários das empresas.

De acordo com o secretário, porém, as alterações não devem alterar a carga tributária praticada no país – hoje estimada em pouco mais de 35% do Produto Interno Bruto (PIB).

“[A carga tributária] não poderá ser maior nem menor do que é hoje. Haverá um mecanismo para avaliar o impacto na carga tributária no período de um ano. Se a arrecadação do novo tributo for maior que a taxa de crescimento da economia, ou seja, se houver aumento efetivo de carga, a alíquota será reduzida. Se, ao contrário, a arrecadação for menor que o crescimento, a alíquota subirá, para produzir o mesmo nível de arrecadação que os dois tributos produzem hoje”, explicou o secretário ao “Estadão”. (Gazeta do Povo)

Sem categoria

Carlos Bolsonaro acorda sem contas ativas nas redes sociais

Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, amanheceu sem contas nas redes sociais nesta terça-feira (12). Ainda não se sabe se os perfis no Twitter, Facebook e Instagram foram suspensos ou deletados. A coluna do Lauro Jardim informa que ele estaria irritado. Carlos é conhecido por ser ativo na internet e fazer a gestão das contas de Jair Bolsonaro. Porém, nos últimos meses se envolveu em polêmicas.

Uma delas foi uma publicação feita no perfil do presidente sobre posicionamento em relação à prisão após condenação em segunda instância – a mensagem foi apagada e Carlos admitiu ser o autor. Outra publicação foi a do vídeo de leões e hienas que gerou mal estar com membros do Supremo Tribunal Federal. Carlos alegou que o vídeo foi publicado pelo presidente, enquanto Bolsonaro disse que não pode atribuir a culpa a Carlos e afirmou que “a responsabilidade final é minha”. (Gazeta do Povo)

Sem categoria

Lula solto: oposição à Bolsonaro e caravana pelo Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) saiu da prisão nesta sexta-feira (8) depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu a execução imediata da pena após condenação em segunda instância. O petista fez um pronunciamento na vigília mantida por militantes do partido em frente à Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde ficou preso durante cerca de um ano e meio. O discurso dá pistas do que se pode esperar do ex-presidente em liberdade.

Leia também

Lula pode ser candidato após a decisão do STF? Entenda a situação eleitoral do petista

Lula é solto após 580 dias

Lula Preso: Custo da “diária” do petista custou 5 vezes mais que quarto no Copacabana Palace

Lula não citou as eleições municipais de 2020, mas deu a entender que vai participar ativamente da disputa. O petista prometeu “percorrer o país” agora que está livre. Também agradeceu o apoio da militância do partido, que montou um acampamento em frente à sede da PF em Curitiba desde que ele foi preso.

“580 dias gritaram aqui: ‘bom dia, Lula, boa tarde, Lula, boa noite, Lula. Não importa se estivesse chovendo, que estivesse 40 graus, que estivesse zero grau. Todo santo dia, vocês eram o alimento da democracia”, afirmou. (Gazeta do Povo)