Rodovias

Rodovias

Deputados do Maranhão cobram melhorias na BR-222 e MA-020

A situação da BR-222 foi destaque na sessão plenária da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (1o). O primeiro parlamentar a se manifestar sobre o assunto foi o deputado Paulo Neto (DEM), que denunciou a quantidade de buracos na rodovia federal, principalmente no trecho entre o município de Entroncamento e Chapadinha.

Segundo o parlamentar, os condutores de veículos percorriam esse trecho da rodovia em duas horas, de carro. Atualmente, devido aos buracos, levam de três a quatro horas para concluir o mesmo percurso. “É carro quebrado, caminhoneiros reclamando, veículos nas pistas e acidentes, muitos acidentes”, disse.

Paulo Neto afirmou ter subido à tribuna para pedir ao ministro dos Transportes que envie o Exército para recuperar o trecho da BR-222. “Só o Exército vai dar jeito nesta estrada que consome todo ano dinheiro público. Todo ano tem uma firma ali para ficar jogando aquele asfaltozinho, tapando aquele buraquinho. No ano seguinte, o buraco vem maior e o dinheiro público saindo pelo o ralo”, enfatizou.

O deputado Paulo Neto destacou a importância da BR-222, “uma estrada necessitada que liga o Maranhão ao Ceará, ao Piauí e ao resto do Nordeste”. Ele disse ter plena certeza de que o Exército vai se instalar naquela região e todos terão a alegria de ver a estrada recuperada.

Acidentes

O segundo parlamentar a falar sobre a precariedade da rodovia foi Fábio Braga (Solidariedade). Ele também subiu à tribuna para manifestar sua preocupação com a intrafegabilidade da BR-222, nos trechos que interligam os municípios de Itapecuru a Vargem Grande e Vargem Grande a Chapadinha. “Ano após ano, as recuperações realizadas não têm sido satisfatórias à comunidade, que tanto necessita da rodovia”, destacou o deputado.

Ele afirmou que, de Peritoró a Chapadinha, os acidentes são constantes, por conta dos inúmeros buracos existentes somente naquele trecho da estrada. Fábio Braga também elencou os benefícios que a rodovia promove na região.

“Essa estrada traz boa parte dos grãos produzidos na região de Chapadinha, de São Benedito, de Anapurus, Santa Quitéria, São Bernardo e Brejo”, disse, ressaltando que todo escoamento de grãos é feito via sistema rodoviário.

O deputado também destacou os municípios maranhenses que necessitam da rodovia em bom estado de trafegabilidade: Vargem Grande, Itapecuru, Chapadinha, São Benedito, Nina Rodrigues, Presidente Vargas e Coroatá.

“O que a gente quer é que seja criado um projeto para tornar essa estrada uma rodovia viável o ano todo. Nos últimos anos, nós temos percebido que boa parte da recuperação ali realizada é apenas tapa-buracos, que não duram um inverno sequer”, ressaltou Fábio Braga.

Prejuízos

Na avaliação de Fábio Braga, as péssimas condições da rodovia têm causado problemas para toda a região, que necessita da estrada para o transporte da sua produção. Os prejuízos estão sendo sentidos tanto pelas pequenas comunidades que produzem, quanto pelos grandes produtores do agronegócio.

As ações das prefeituras, segundo ele, também estão sendo afetadas, pois os buracos na rodovia dificultam o tráfego das ambulâncias durante o deslocamento de pacientes desses municípios para as regionais de Coroatá, de Chapadinha, ou para os hospitais de São Luís.

Fábio Braga também explicou que a situação da rodovia tem provocado um gasto excessivo, não apenas por parte das prefeituras, mas, também, da população e dos empresários. Tudo por conta da estrada na qual o condutor deveria levar pouco tempo em deslocamento, já que os municípios estão localizados, em média, apenas a 70 Km de distância um do outro.

Ele afirmou que, com o deputado Paulo Neto, vai reivindicar ao ministro da Infraestrutura uma solução rápida e definitiva para a BR-222, de forma que seja, também, viável para os cofres públicos do Governo Federal.

MA-020

O último parlamentar a ir à tribuna para se manifestar sobre a situação das estradas foi César Pires (PV). Ele disse que, após muitas reivindicações, foi realizada operação tapa-buracos na rodovia estadual MA- 020 e que já solicitou ao secretário Clayton Noleto (Infraestrutura) que sejam feitas as sinalizações exigidas pelo Código de Trânsito.   

“Preocupo-me com a possibilidade de, no futuro próximo, alguém vir a morrer ali naquela via pública. Muitos transeuntes de bike andam por ali e a MA-020 não tem sinalização. Isso é ruim”, explicou.

Ele afirmou que também vai encaminhar denúncia ao Ministério Público pedindo investigação sobre as obras da estrada entre Carnaubeira e Araioses, que quando do seu lançamento, recebeu o nome de ‘Rota dos Caranguejos’. Segundo ele, os trabalhos foram iniciados há sete anos, e até hoje estão inconclusos. “Vamos saber se os recursos ali colocados foram de ordem federal ou estadual para sabermos para onde encaminharemos a denúncia”, enfatizou.     

Além dos motivos das duas empresas contratadas não terem concluído a obra, o deputado disse que também quer saber para onde foi o dinheiro ali alocado.

Rodovias

Três mortos e seis feridos em capotamento perto de Barreirinhas

O veículo transportava passageiros na carroceria. O condutor alega que perdeu o controle do veículo após se desviar de um buraco

Por volta das 7h da manhã desta quinta-feira, 06 de agosto de 2020, a poucos quilômetros da cidade de Barreirinhas, na região dos Lençóis maranhenses, nordeste do estado do Maranhão, ocorreu um grave acidente envolvendo uma caminhonete Toyota Hilux, de cor branca, que capotou, colidiu com uma placa de sinalização e deixou três mortos e seis feridos.

Participe do nosso grupo do WhatsApp! e recebaas notícias primeiro que todo mundo

O acidente

Informações prestadas pelo condutor do veículo relatam que ele trafegava da localidade Cedro, povoado pertencente à Humberto de Campos/MA para a cidade de Barreirinhas/MA transportando oito pessoas que viajavam para sacar dinheiro nos bancos daquela cidade. Quatro passageiros estavam na cabine do veículo e quatro fora. Ainda segundo o condutor, em dado momento surgiram alguns buracos na pista, momento em que tentou se desviar de um deles, perdeu o controle do veículo, que deu duas capotadas e só parou quando bateu em uma das hastes de sustentação de uma grande placa. Esta caiu e fechou quase totalmente a via.

As vítimas

Alguns passageiros ficaram estendidos no asfalto, sendo a maioria retirada para o acostamento. Dois deles permanecerem na faixa de rolamento até a chegada do socorro. Uma das vítimas morreu no local. Duas outras faleceram no hospital de Barreirinhas. Dois ocupantes ficaram gravemente feridos e outros quatro tiveram ferimentos leves, estes fizeram procedimentos no hospital e foram liberados.

Os agentes da PRF fizeram os levantamentos da ocorrência e disponibilizarão o Boletim de Acidente de Trânsito – BAT às partes envolvidas.

Emergência ligue 191

Fonte: PRF