Autor: Da Redação

Coronavírus

Artigo: psicóloga fala da importância do profissional da saúde mental em tempos de pandemia

*Beatriz Lobo

Covid-19: Mesmo assim, esperançar

A pandemia do coronavírus coloca em evidência a crescente crise de saúde mental que o Brasil vem enfrentando. Mesmo antes, já éramos o país com a maior taxa de ansiedade no mundo e o quinto em casos de depressão, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS). Um levantamento recente realizado pela Ipsos (Tracking the Coronavirus) demonstrou que o país encontra-se na primeira posição em relação à ansiedade, quando comparado a outros países como Espanha, Austrália, Estados Unidos e África do Sul.

Vivemos em um contexto social em que a distribuição massiva de vacinas ainda está longe de apresentar resultados efetivos, em que os índices de desemprego são alarmantes, em que políticas públicas jogam em favor do vírus. Em uma inconsciência de que a saúde mental não é individual, mas é coletiva e política. Além disso, há a necessidade de distanciamento social e as crescentes incertezas quanto ao futuro, fatores cruciais para o aumento da epidemia de ansiedade e depressão e a consequente demanda por atendimentos em saúde mental.

Estamos todos fragilizados, enfrentamos uma crise sanitária, política e econômica, as dificuldades são coletivas. E nesse sentido, no âmbito clínico, as queixas são recorrentes, uma vez que esse é o contexto que fundamenta as crises que se dão no eixo individual, como a depressão, a ansiedade, o abuso de substâncias, os conflitos familiares, conjugais.

E nesse momento, se faz cada vez mais necessário o apoio e o trabalho de profissionais da saúde mental. E mesmo depois, após a pandemia, as marcas que ela deixará irão nos conduzir a uma grande necessidade de cuidado com a mente e com nossos sentimentos. Iremos precisar, enquanto população, dos profissionais que hoje estão na graduação e que entrarão no mercado de trabalho, visto a crescente demanda por atendimentos nesta área, o que revela também um espaço para o desenvolvimento de espaços profissionais – públicos e privados.

Como uma forma de possibilitar o “esperançar”, verbo ensinado pelo educador Paulo Freire, que completa seu centenário nesse ano de 2021, a formação de profissionais da saúde mental parece ser a construção de alternativas nesse cenário difícil. São tempos de construção de saberes e de novas formas de viver e, para isso, necessitamos de uma educação que possibilite a construção do novo mundo que se apresenta.

Beatriz Lobo é Psicóloga, Mestre em Cognição Humana e professora de Psicologia da Estácio.

Coronavírus

Prefeitura começa a semana com vacinação de idosos com 64 e 63 anos contra a Covid-19 em São Luís

A semana começa com a vacinação de novos grupos de idosos na capital maranhense. Nesta segunda-feira (12) e terça-feira (13), idosos de 64 estão liberados para tomarem a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Na quarta-feira (14) e quinta-feira (15), são os dias destinados aos idosos de 63 anos, sempre de acordo com o mês de aniversário. 

O prefeito Eduardo Braide avalia como exitoso o fluxo da campanha que segue avançando conforme planejamento municipal. “A população tem entendido nosso planejamento por grupos prioritários. Estamos com equipes trabalhando de domingo a domingo, ampliando os dias e locais, para vacinar o quanto antes toda a nossa população contra esta doença”, disse. 

A divisão do recebimento das doses também obedece a horários específicos. Nascidos entre julho e setembro vacinarão pela manhã e de outubro a dezembro deverão receber as doses à tarde. Além do Centro de Vacinação no Cohafuma, também estão disponíveis das 8h às 18h, o Centro de Convenções do campus Bacanga da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), além dos dois drives, sendo um na própria UFMA e o do Espaço Reserva, no Shopping da Ilha, na Avenida Daniel de La Touche (Maranhão Novo). 

A pessoa que está na faixa etária de vacinação deve se encaminhar para qualquer um destes locais, portando um documento oficial com foto e ainda um comprovante de residência (ambos de preferência originais). No caso dos drives, o acesso somente é permitido ao imunizante pelo fluxo que contempla a vacinação para quem estiver em um veículo. 

Evanira Lima, de 64 anos, acordou cedo e se dirigiu ao Drive-thru do Espaço Reserva com o carro enfeitado com balões e mensagens de agradecimento por ter vencido a doença. A professora teve a Covid-19 há 17 dias e aguardou na fila para agendar uma data segura para tomar a primeira dose do imunizante. “Sei que só posso tomar a vacina depois de trinta dias, mas fiz questão de vir pessoalmente para agendar uma nova data e demonstrar minha gratidão a Deus por ter vencido a doença”, comemorou a idosa. 

O Plano Municipal de Imunização segue avançando na capital maranhense. Hoje (12), também, iniciou a vacinação de 229 agentes de trânsito que trabalham diretamente com o público, no drive-thru do Espaço Reserva, no Maranhão Novo. “Uma vez vacinado, a gente trabalha muito mais tranquilo”, frisou Cassiano Fernandes, agente de trânsito há 14 anos e que tratou logo de garantir sua imunização no primeiro dia. 

Além disso, os idosos acamados seguem sendo vacinados de segunda-feira à sábado, em dias programados por equipes da Coordenação de Imunização da Semus. A vacinação deste público é programada, ou seja, após o cadastro, a Semus entra em contato com a família para a marcação do dia da ida dos vacinadores na casa do idoso.

Cadastro 

O cadastro prévio para a vacinação contra a Covid-19 das pessoas acima dos 60 anos segue disponível no site da Prefeitura. Na quarta-feira (14) e quinta-feira (15), conforme calendário oficial, serão vacinadas somente as pessoas com 63 anos de idade. Pessoas, portanto, entre 60 e 62 anos de idade devem ainda aguardar por divulgação de calendário específico. 

A semana começa também com a abertura de cadastro de vacinação na plataforma Vacina São Luís – Profissionais de Saúde (saoluis.ma.gov.br/vacinaprofissionaisdasaude) para profissionais da área da saúde que ainda não foram imunizados. Com a retomada das aulas presenciais nas instituições de ensino superior da rede privada, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), ampliou a vacinação para estagiários da área da saúde. 

“Com a abertura de novos pontos de vacinação, ampliamos o número de profissionais envolvidos e estamos contando com o apoio de estudantes, por isso estamos fazendo o cadastro dos estagiários da saúde, para que possamos, em breve iniciar a vacinação para esse público específico”, explicou o secretário municipal de Saúde, Joel Nunes. 

Até o dia 11 deste mês, 148.075 doses foram aplicadas contra a doença. Destas, 110.422 somente em primeira dose e 37.653 em segunda dose.

Coronavírus

Butantan entrega mais 1 milhão de doses de vacina contra covid-19

O Instituto Butatan entregou hoje (5) mais um milhão de doses da vacina contra o coronavírus ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Com o lote desta manhã, o instituto forneceu um total de 37,2 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac, para serem distribuídas em todo o país.

Até o fim deste mês, o Butantan deve finalizar o primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde para fornecimento de 46 milhões de doses do imunizante. Até o fim de agosto devem ser fornecidas mais 54 milhões de doses ao PNI, totalizando 100 milhões de doses de CoronaVac.

Já foram aplicadas no estado de São Paulo 6,4 milhões de doses de vacina, sendo 1,6 milhão de segunda dose da imunização.

Agência Brasil

Coronavírus

Início da vacinação de profissionais da segurança pública

Prefeito Eduardo Braide acompanha início da vacinação de profissionais das forças de segurança contra Covid-19 

O prefeito Eduardo Braide acompanhou, na manhã desta segunda-feira (05), o início da vacinação dos profissionais das forças de segurança, salvamento e forças armadas contra a Covid-19. Com a aplicação das novas doses, São Luís avança com o Plano Municipal de Vacinação, garantindo a imunização de mais um público-alvo estabelecido como prioritário pelo Ministério da Saúde. Seguindo as diretrizes do Plano Nacional de Imunização (PNI), estão sendo vacinados inicialmente os profissionais da linha de frente. 

Nesta segunda-feira (05), estão sendo vacinados guardas municipais, policiais federais e rodoviários federais. A vacinação está ocorrendo no drive-thru da Universidade Federal do Maranhão (UFMA); no drive-thru do Espaço Reserva, ao lado do Shopping da Ilha; e no Centro Municipal de Vacinação, no Multicenter Sebrae, das 8h às 18h. Para receber a primeira dose da vacina basta levar a carteira funcional ou documento oficial com foto. 

Durante o início do atendimento, o prefeito Eduardo Braide destacou a importância desta nova etapa da vacinação. “Os profissionais das forças de segurança estão prestando um papel fundamental desde o início da pandemia. Agora eles estão sendo vacinados, ficando protegidos e podendo continuar com seu trabalho de forma mais segura. Com o recebimento regular e de um número maior de doses de vacina, estamos podendo manter um calendário que atenda cada vez mais novos públicos. Vamos seguir expandindo nossa vacinação, inclusive, com a abertura de novos locais, para vacinarmos cada vez mais pessoas em menor tempo”, disse. 

Na quarta-feira (07), será a vez dos servidores do Exército serem vacinados. O atendimento será no 24º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), no bairro João Paulo, seguindo os critérios da Norma Técnica do Ministério da Saúde para este público. 

O início da vacinação representou um alívio para os profissionais das forças de segurança. Com 31 anos de serviços prestados à Guarda Municipal, estando atualmente cedido para a Defesa Civil Municipal, Raimundo Nonato Silva, 58 anos, foi um dos primeiros a serem vacinados hoje. “Nesse período de chuvas a gente está todos os dias percorrendo as áreas de risco, prestando assistência para a população. Então, a vacina é uma segurança a mais”, comentou. 

Quem também tomou a primeira dose da vacina foi Fradique Queirós, 51 anos, que é agente da Polícia Federal (PF). “Tomar esta vacina é extremamente essencial para a gente. Infelizmente, ano passado perdi um amigo da Polícia Federal, que teve Covid. Eu, por exemplo, trabalho no aeroporto, que tem circulação de pessoas vindo de vários lugares todos os dias. Agora eu vou começar a ficar mais tranquilo. Quando tomar a segunda dose, vou ficar 100%”, afirmou. 

O secretário Municipal de Saúde, Joel Nunes, frisou que a vacinação dos profissionais das forças de segurança, salvamento e forças armadas está seguindo as listas disponibilizadas pelas corporações, com as prioridades da Norma Técnica do Ministério da Saúde. “O Ministério da Saúde estabeleceu estes profissionais no grupo de prioridade, iniciando pelos que estão atuando na linha de frente de combate à Covid-19. À medida que mais doses forem chegando, iremos ampliar a vacinação para todos os profissionais destas corporações, além de novos públicos”, explicou. 

Idosos

Além dos profissionais das forças de segurança, salvamento e forças armadas, também segue a vacinação dos idosos. Nesta segunda-feira (05) estão sendo vacinados os idosos de 68 anos. Na terça-feira (06) e quarta-feira (07) será a vez dos idosos de 67 anos. Além disso, diariamente as equipes das Secretaria Municipal de Saúde (Semus) estão percorrendo os bairros, vacinando os idosos acamados.