Negócios, Política

Donos da Saúde & Vida, alvos da Polícia Federal, migram para construção civil de olho no Maranhão

Crédito da imagem: Pixabay

Thiago Gomes Duarte e Douglas Henrique da Silva Macedo, alvos da Polícia Federal em operações que investigam desvios de recursos públicos da saúde, agora apostam também no ramo da construção civil. A relação da dupla de empresários, que controla a Distribuidora de Medicamentos Saúde & Vida, com políticos maranhenses já é de conhecimento dos órgãos de controle, inclusive da própria Polícia Federal. Esse talvez tenha sido o maior ativo dos dois para aparecerem como sócios da antiga Franklin e Alberto Construtora Ltda, hoje Duarte, Silva & Barbosa Ltda, ou simplesmente, Construtora Barbosa.

Segundo apurou o site A Carta Política, A Construtora Barbosa tinha no seu quadro societário Alberto Barbosa Sobrinho e Franklin Ferreira Barbosa Sousa e um capital social de apenas R$ 90 mil. Com a saída de Alberto Barbosa e a chegada de Thiago Duarte e Douglas Macedo, a Construtora Barbosa saltou para um capital social de R$ 1,2 milhão. Não é novidade para a Construtora Barbosa prestar serviço com as prefeituras. No Piauí, segundo dados levantados pelo site A Carta Política, a Construtora Barbosa, só em contratos com vigência em 2021, a Construtora tem R$ 2,5 milhões com prefeituras do Piauí. Com destaque para a Prefeitura de Cocal que contratou serviços de engenharia no valor de mais de R$ 1,2 milhão.

Segundo revelado por uma fonte, o estreito relacionamento de Thiago e Douglas com políticos do Maranhão, vai permitir que a Construtora Barbosa comece a atuar também em solo maranhense. A facilidade de ganhar licitação no Maranhão foi decisiva para Franklin Barbosa receber os donos da Saúde & Vida em sua construtora. Segundo dados da Receita Federal, Franklin administra a Construtora Barbosa ao lado do seu novo sócio, Douglas Macedo.

Saúde & Vida tem sede em Teresina/PI e mantém contratos com dezenas de prefeituras do Maranhão

Sobre a Saúde & Vida 

A Distribuidora de Medicamentos Saúde & Vida, é alvo da Polícia Federal em operação realizada em janeiro deste ano. A PF investiga a malversação de recursos para o combate da pandemia da covid-19. A Operação Campanile identificou supostas fraudes em processos de dispensa de licitações firmados entre a Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi) e pelo menos três empresas, entre elas, a Saúde & Vida. Só nessa operação, a PF identificou que mais de R$ 33 milhões saíram do Fundo Nacional de Saúde e Ministério da Saúde.

Com sede no Piauí, a Saúde & Vida é especializada em fechar contratos com prefeituras do Maranhão. Mesmo após a investigação da PF, os empresários continuam faturando dos cofres públicos das prefeituras maranhenses. Só com a Prefeitura de Coelho Neto, do prefeito Bruno Silva, a Saúde & Vida ganhou uma licitação para adquirir medicamentos, material hospitalar, material de laboratório e odontológico.