Coronavírus

Governo do MA não respondeu documento do MPMA, Defensoria e TCE que pede medidas mais restritivas

Na última sexta-feira (28), o Ministério Público do Maranhão, a Defensoria Pública e o Tribunal de Contas do Estado emitiram recomendação, ao Governo do Maranhão, para que ações mais restritivas fossem tomadas no enfrentamento da covid-19. O Palácio dos Leões ainda não respondeu.

O documento dos órgãos mencionados faz recomendações pontuais relacionadas ao feriado que se aproxima. Para que o feriado de Corpus Christi, na quinta-feira (3), seja estendido até o próximo domingo (6). A extensão, porém, não é um passaporte para um feriado prolongado. Tem restrições envolvidas, como:

  • Proibição de festas
  • limitação de frequência aos cultos e demais manifestações religiosas a 50% da capacidade dos espaços e o 
  • reforço da fiscalização sanitária em todos os bairros da capital, não se restringindo apenas àqueles localizados na região central de São Luís.

O defensor público Alberto Bastos acredita que medidas moderadas agora podem evitar decisões mais duras no futuro. “Tivemos um aumento expressivo no número de casos nos últimos dias, o que exigiu a mobilização das instituições para o enfrentamento conjunto à pandemia no Maranhão. Conscientes de que medidas extremas, como o lockdown, podem causar impactos gravíssimos à população de baixa renda e em situação de vulnerabilidade, articulamos esta recomendação com medidas que são muito importantes neste momento de emergência da saúde pública”, explicou.