Política

Parlamentar do Maranhão quer vacinas com maior eficácia em idosos

Uma indicação feita pelo deputado Yglésio Moyses (PROS), na quarta-feira (4), na Assembleia Legislativa, defende que as vacinas contra o novo coronavírus disponíveis no Maranhão e que tenham maior eficácia comprovada sejam aplicadas prioritariamente em idosos, pacientes imunocomprometidos e em pessoas vulneráveis. As de eficácia menor devem ser aplicadas nos demais grupos.

Ainda de acordo com a proposta, as doses a serem aplicadas nestes grupos de risco devem mudar à medida que vacinas de eficácia ainda maior forem sendo aprovadas pela Anvisa. Assim, os grupos prioritários devem sempre receber o imunizante que proteja mais.

“Falei isso ao secretário municipal Joel Nunes, esta semana, e sugiro o mesmo ao secretário estadual Carlos Lula e aos prefeitos do Maranhão”, publicou o parlamentar em seu Twitter.

Atualmente, no Maranhão, as duas vacinas disponíveis estão sendo aplicadas sem distinção de grupos, apesar de terem níveis de eficácia diferentes. Com a indicação, aqueles que sofrem mais impactos com a Covid-19 devem receber os imunizantes com maior poder de proteção.

Estão inclusos no grupo de imunocomprometidos pessoas com HIV, câncer, receptores de implante, entre outros. Já nos grupos vulneráveis estão os indígenas, populações tradicionais, quilombolas, pessoas em situação de rua e ribeirinhos, uma vez que estes têm menos acesso à água para a higienização pessoal e são, muitas vezes, impossibilitados de cumprir o distanciamento social.