O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou nesta segunda-feira (3), que enviou para a Assembleia Legislativa do Estado proposta de aumento do piso salarial dos professores da rede pública estadual para R$ 6.358,96 para a jornada de 40 horas semanais. O aumento proposto pelo governador é de 17,5% sobre o valor atual que é de R$ 5.750,00, o maior do Brasil.

“Tomei a decisão de repassar 100% dos valores do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) para a folha de salários, e complementar com recursos próprios do Estado. A essência da aprendizagem reside nos professores. Dessa decisão resulta reajuste de até 17,5% nas menores remunerações (piso)”, afirmou o governador.

O valor ainda pode aumentar caso o profissional tenha especialização, mestrado ou doutorado, e é ainda maior no caso das escolas de tempo integral, que pedem dedicação exclusiva.

Você quer ser informado no WhatsApp sobre publicações iguais a essa? Então é só clicar aqui!

A proposta é mais do que o dobro de R$ 2.888,24 anunciado duas semanas atrás pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Na ocasião, o governo federal apenas aplicou um reajuste automático previsto na legislação, mas informou a medida como se fosse um feito histórico.

Por Saulo Marino