PCdoB não é dono do mandato de Duarte Jr; se quisesse, deputado já teria saído do partido e se filiado em outra legenda que viabilizasse sua pré-candidatura.

“Casa dividida desmorona”, foi o que o deputado Duarte Jr (PCdoB) disse no seminário comunista realizado no último sábado no auditório Fernando Falcão. O deputado ainda comunista acertou em cheio: a casa de Duarte desmoronou.

O jornalista Jorge Vieira foi gentil ao escrever “PCdoB já admite liberar Duarte Jr“, mas deu dica de que a liberação é traduzida em “convidado para sair”. Vieira revelou que quatro fontes confirmam que o deputado não se adequa ao partido.

Pelo menos quatro fontes do partido andaram comentando que a postura do parlamentar anda quilômetros de distância da legenda comunista e já estaria formando um consenso de que o melhor caminho será liberá-lo.“, disse o jornalista.

Acontece que o deputado Duarte não precisa de anuência do partido para sair – como aconteceu com o deputado Yglésio, o deputado eleito pelo PCdoB, sendo o mais votado em São Luís, é dono do seu mandato. Mas por conta da votação expressiva? Não. O seu partido não conseguiu a cláusula de barreira, só foi possível depois da incorporação do PPL ao PCdoB, ou seja, depois do pleito de 2018.